Crise dos Refugiados

Portugal lidera pelo exemplo no acolhimento a refugiados sírios, diz Comissário Europeu

193

O Comissário Europeu Christos Stylianides enalteceu a iniciativa de Sampaio, a criação de uma plataforma de apoio aos estudantes sírios, considerando que foi fundamental para a sua adaptação.

José Sena Goulão/LUSA

O Comissário Europeu para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crises considerou esta sexta-feira em Lisboa, num encontro com estudantes sírios, que “Portugal está a liderar pelo exemplo no acolhimento de refugiados” da Síria.

“Portugal está a liderar pelo exemplo no acolhimento de refugidos sírios. Quero congratular, em primeiro lugar, o povo português pela sua generosidade, mas também o governo, a Academia e, acima de todos, o presidente Jorge Sampaio pela sua iniciativa”, disse o cipriota Christos Stylianides no decorrer de um encontro na Reitoria da Universidade de Lisboa.

Stylianides tinha acabado de se reunir com o ex-Presidente da República Jorge Sampaio, que fundou em 2013 e preside a Plataforma Global de Assistência Académica de Emergência para Estudantes Sírios, que permitiu o acolhimento em Portugal de várias dezenas de estudantes daquele país em guerra.

Perante sete estudantes sírios que integram o programa, o comissário cipriota enalteceu a iniciativa de Sampaio, considerando que foi “fundamental” para “garantir que [os estudantes] podem continuar os estudos, num ambiente seguro e partilhar com outros alunos este mesmo ambiente seguro”.

“Eu sei que é muito difícil deixar para trás todas estas experiências dolorosas. Mas pela minha própria experiência, posso dizer que vocês têm de continuar. E estou muito orgulhoso, porque vocês já mostraram que podem seguir em frente, independentemente dos obstáculos”, disse Stylianides aos estudantes sírios.

Os estudantes provenientes da Síria, por seu lado, reconheceram a boa integração em Portugal, quer na sociedade quer na universidade. Vários estão a fazer estudos superiores em áreas tão diversas como a Robótica, a Arquitectura, Direito Internacional ou Matemática.

“Todos vocês querem voltar [à Síria]. Muito obrigado. Através das vossas histórias colhemos encorajamento para continuar, para encontrar formas de vos ajudar, mas também para o processo de paz na Síria”, disse o comissário europeu.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site