Logo Observador

Explicador

PSOE sem líder. PP cauteloso à espera dos socialistas. E governo?

05 Outubro 2016
Milton Cappelletti

No PP, Rajoy fica ou abre espaço para Feijóo?

Pergunta 7 de 10

Alberto Núñez Feijóo é presidente do governo regional da Galiza e principal líder do PP na região. Em setembro, ganhou as legislativas regionais, depois de oito anos no cargo, com maioria absoluta, mantendo 41 deputados em 75, tornando a Galiza a única Comunidade Autónoma espanhola governada por um partido com maioria absoluta. O bom resultado qualificou Feijóo como o mais provável sucessor de Mariano Rajoy à frente do PP num futuro próximo, segundo especulam os media espanhóis.

Conforme relata o jornal El País, Feijóo não quer alimentar estas especulações sobre a sucessão de Rajoy, porque defende que este debate poderia fragilizar a intenção do líder do PP de presidir ao governo espanhol. De acordo com a publicação, o seu plano seria terminar o mandato na Galiza — até 2020 —, liderar a sucessão em 2019 e esperar que Rajoy termine a legislatura e se despeça da vida política.

Os votantes do PP parecem gostar da ideia. Uma sondagem da empresa GAD3, publicada pelo jornal ABC, revela que 50% dos eleitores do partido, nas últimas eleições gerais, acreditam que Feijóo é o “sucessor natural” de Rajoy. 17% responderam que estão em desacordo com esta afirmação, 12% não estão de acordo ou em desacordo e 21% não quiseram ou souberam responder a questão.

Em declarações ao ABC, o presidente reeleito do governo regional da Galiza disse desconhecer a possibilidade de liderar os populares. “Estão a falar-me do futuro e disso não sei nada”. Garantiu ainda que “não se moverá contra Rajoy”. “Jamais vou dar este passo contra Rajoy, ele não merece”, assegurou.