Em fevereiro um apostador francês recebeu um prémio de 72 milhões de euros no Euromilhões. Mas, na realidade, o francês ganhou apenas 12 milhões. Os outros 50 vão ser doados a associações solidárias francesas.

De acordo com a rádio francesa RTL, a doação do francês, que pediu o anonimato, é uma das maiores que já foi feita por vencedores deste jogo. O boletim foi validado em Haute-Garonne, no sudoeste de França, e o prémio de 72,149.579 euros só foi reclamado ao fim de alguns dias. Agora, o homem vai doar quase dois terços do prémio a associações de solidariedade nacionais.

Segundo a entidade francesa que gere os jogos da sorte, citada pela AFP, o francês, que não tem filhos e tem cerca de 50 anos, tem uma “veia solidária” e pretende seguir com “atenção o que irá acontecer com os fundos”.

Não é a primeira vez que, em França, os vencedores do Euromilhões se associam a iniciativas de solidariedade. Em novembro de 2012, um apostador ganhou 169 milhões de euros e criou uma fundação de caridade, na qual investiu cerca de 12 milhões de euros.