O poder do portismo foi ameaçado em Lisboa. Esta quinta-feira, o atual líder da concelhia João Pereira Gonçalves conseguiu ser eleito mas com uma curta distância de votos. 31 votos o separaram da lista B, encabeçada por Pedro Pestana Bastos, crítico de Paulo Portas, que obteve 47%. Há cerca de 20 anos que não havia listas alternativas para a concelhia de Lisboa.

Também na quinta-feira realizaram-se eleições na concelhia de Lisboa, ganhas pelo vereador do CDS na Câmara de Lisboa, João Pedro Gonçalves, que obteve 258 votos e derrotou Pedro Pestana Pastos, ex-vice-presidente do CDS e membro da tendência Alternativa e Responsabilidade, que conseguiu 218 votos.

Telmo Correia foi reeleito também na quinta-feira presidente da distrital de Lisboa do CDS-PP, com cerca de 80% dos votos, numa eleição em que não teve adversário. Deputado e presidente da mesa do conselho nacional, obteve 765 em 935 votos expressos, quando faltam ainda apurar duas concelhias da região Oeste. A distrital diz que votação foi “muito participada”.