Desenrolam-se as bobines, cortam-se as peças, pinta-se a carroçaria e “casa-se” o automóvel com o motor. Tudo isto mais ou menos em 36 horas. Parece fácil, mas não é. Nos bastidores da maior fábrica de automóveis em Portugal, o Observador mostra-lhe como se constrói um carro.

 

Autoeuropa_links

Prensas Carroçaria Pintura Montagem

 

Prensas

Aqui é dado o primeiro passo de um longo processo de produção de um automóvel. As gigantescas bobines de aço são cortadas à medida das peças que são utilizadas nos carros. Autoeuropa é a única fábrica em Portugal que produz as peças para os veículos que fabrica.

[jwplatform YEK24o7o]

 

 

Carroçarias

As peças simples que vêm das prensas vão dar origem ao “esqueleto” do automóvel. A construção do piso, laterais e tejadilho conta com 426 ajudantes especiais: os robôs Fanuc e os Kuka.

[jwplatform JwMIP8yG]

 

 

Pintura

Antes de ganhar cor, toda a carroçaria toma um banho de imersão. Selam-se as extremidades para não entrar poeira. Pinta-se ao gosto do cliente, aplica-se o verniz e passa por um forno com temperaturas a rondar os 150 graus. Depois de seco, segue para a montagem.

[jwplatform E7SVkmCh]

 

Montagem

Esta é a última e uma das mais importantes fases de fabrico. A carroçaria pintada e envernizada vai agora celebrar o “casamento”. É aqui que o carro recebe o motor e todos os outros componentes.

[jwplatform fRoqtmva]

Sabia-Que_alt3

Numeros_alt