O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, mostrou-se esta terça-feira, em Albufeira, “absolutamente confiante” em Portugal e com a decisão do Governo de abdicar da última tranche do empréstimo da troika.

“Não tenho nenhuma preocupação com Portugal, que está muito bem. Estou absolutamente confiante no que o Governo português está a fazer”, disse Wolfgang Schäuble aos jornalistas, quando questionado sobre como via o facto de Portugal ter abdicado da última tranche do empréstimo da troika.

Na quinta-feira, a ministra de Estado e das Finanças, Maria Luís Albuquerque, anunciou que o Governo abdicou de “receber o último reembolso do empréstimo” por não querer solicitar “uma nova extensão que reabrisse o programa com a troika”, depois de o Tribunal Constitucional ter ‘chumbado’ três medidas do Orçamento do Estado deste ano.

O ministro das Finanças alemão falava à saída de um encontro de trabalho do Partido Popular Europeu (PPE), que decorre à porta-fechada para a comunicação social até quarta-feira em Albufeira, antes de uma reunião com Maria Luís Albuquerque.

A ministra portuguesa tem intervenção prevista para o debate da tarde, dedicado à relação do PPE com os parlamentos nacionais.

Na discussão de hoje de manhã, dedicada aos desafios políticos do PPE até 2019, marcou presença ainda o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso.

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, fecha os trabalhos de hoje, com uma intervenção ao final da tarde.