Os moradores que vivem em povoações mais isoladas do país vão poder concretizar os “sonhos de uma vida”, através de um projeto da Fundação Inatel destinado a todas as aldeias com menos de cem habitantes.

Em Portugal existem cerca de 120 freguesias, com cem ou menos habitantes, onde, no total, moram 8.000 pessoas.

São estes povoados e os seus habitantes que podem candidatar-se ao projeto “Aldeia dos Sonhos”, que visa concretizar os desejos de “natureza artística, cultural e desportiva” dos seus moradores, disse à agência Lusa o diretor do Inatel Social, Rui Calarrão.

Segundo Rui Calarrão, será realizado o sonho de todos os habitantes da aldeia vencedora, desde que queiram participar no projeto.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Muitos dos sonhos destas pessoas que moram em aldeias mais distantes passam por “conhecer as realidades mais urbanas”.

“Muitos deles nunca viram o mar, não conhecem Lisboa ou o Porto e muitos deles gostariam de ouvir cantar o fado ao vivo ou assistir a um espetáculo desportivo”, num grande estádio de futebol, contou o responsável.

A iniciativa realiza-se pela primeira vez este ano e é para continuar, avançou Rui Calarrão, adiantando que o projeto pretende também dar a conhecer a aldeia.

“O intuito é realizar os sonhos dos seus habitantes, mas também fazer com que a aldeia seja mais conhecida turisticamente”, sustentou.

As candidaturas, que começam a 15 de julho e terminam a 31 de agosto, podem ser apresentadas pelos moradores da aldeia, juntas de freguesias, câmaras municipais, associações ou outras entidades que se relacionem com as aldeias.

Segundo Rui Calarrão, a candidatura deverá ter uma breve descrição da aldeia, as razões pelas quais deve ser escolhida e relatar os sonhos dos seus moradores.

A Fundação INATEL, que irá escolher a aldeia vencedora de 2014, conta também com equipas no terreno que vão reportar os desejos das pessoas.