O mais provável é que já tenha ouvido falar de “banhos públicos”, uma tendência que tem dominado as redes sociais e, em Portugal, ganhou maior expressão nos meses de verão. Em que consiste? Depois de tomado um banho em público, cujo vídeo é publicado no Facebook, Instagram ou Twitter, uma pessoa desafia três amigos a fazer o mesmo nas próximas 48 horas, além de terem de partilhar o feito online. Caso isso não aconteça, um jantar é cobrado. Nada de novo, é certo, a não ser os intervenientes. Agora, os desafiados correspondem a grandes nomes no universo das tecnologias — falamos de Mark Zuckerberg, criador do Facebook, do bilionário Bill Gates e ainda dos líderes da MicrosoftAmazon e da Google.

Por partes. Zuckerberg foi desafiado pelo Governador de New Jersey Chris Christie a tomar um “banho público”, o que por terras norte-americanas é chamado de “ice bucket challenge”. O vídeo foi publicado na madrugada de quarta-feira (hora de Portugal) e, entretanto, acumulou mais de 170 mil gostos e outras 19 mil partilhas. Em menos de um minuto de gravação, Zuckerberg explica a situação e, no final, desafia três pessoas a fazer o mesmo — Bill Gates, Sheryl Sandberg, executiva do Facebook, e o CEO da Netflix, Reed Hastings.

Também Satya Nadella, CEO da Microsoft, aceitou a proposta e escolheu as próximas vítimas: Jeff Bezos, da Amazon, e Larry Page da Google. O alegado cenário de guerra em Sillicon Valley tem, no entanto, motivos bastante sérios associados.

O “ice bucket challenge” nasceu nos Estados Unidos e representa um ato de cariz solidário. A ideia, à data, passava por angariar donativos para tratar uma criança com cancro. Os vídeos divertidos eram o chamariz. A consequente viralidade da prática abafou a veia humanitária, mas não por completo. É neste sentido que Zuckerbeg, entre outros, aceita o desafio, cujo objetivo é ajudar a associação ALS a angariar dinheiro para pacientes e investigadores da doença esclerose lateral amiotrófica (ELA), também conhecida por doença de Lou Gehrig.

A iniciativa chegou também a várias celebridades, como as atrizes Elizabeth Banks e Jennifer Morrison, mas também Jimmy Fallon, Martha Stewart, Matt Lauer e Matt Harvey. O presidente dos EUA, Barack Obama, foi igualmente desafiado. Mas, em vez de molhar-se à frente de terceiros, optou por fazer uma doação em dinheiro, explica a Time.

Até agora o desafio em questão terá acumulado cerca de 1,7 milhões de euros para o combate da doença.