O juiz Carlos Alexandre decidiu que o antigo motorista de José Sócrates pode deixar a prisão preventiva, e passar para o regime de prisão domiciliária, confirmou o Observador junto do advogado de João Perna, Ricardo Marques Candeias.

Ao Observador, Ricardo Marques Candeias disse ter confiança que o seu cliente possa passar o Natal em casa. Segundo este advogado, a decisão deverá estar tomada no início da próxima semana, depois da avaliação dos serviços de vigilância eletrónica da Direção-Geral de Reinserção Social, que têm de verificar se a habitação de João Perna tem condições para prisão domiciliária. Se isso se confirmar, o ex-motorista de Sócrates estará em casa com pulseira eletrónica.

A notícia tinha sido avançada pela TVI24, que disse que o Ministério Público pediu o fim da prisão preventiva para João Perna.

O requerimento para a prisão domiciliária foi entregue na terça-feira e aprovado no dia seguinte pelo juiz Carlos Alexandre. Na quinta-feira, João Perna foi interrogado no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), em Lisboa.