Pelo menos 30 pessoas morreram na sequência das inundações, e consequentes deslizamentos de terras, provocados pela tempestade tropical Jangmi que atinge o sul e o centro das Filipinas, com fortes chuvas pelo segundo dia, informaram as autoridades.

Milhares de pessoas foram retiradas ainda antes da chegada da tempestade tropical, das quais a maioria deve regressar a casa ainda hoje à medida que as águas forem dando sinais de recuo.

Dez voos com partida ou chegada nas zonas afetadas previstos para hoje foram cancelados, indicou a autoridade do aeroporto de Manila em comunicado.

Com ventos de 65 quilómetros por hora, a tempestade tropical deve abandonar a região central das Filipinas depois da meia-noite de quarta-feira, antes de passar na ponta sul da ilha de Palawan no seu curso para fora do país na quinta-feira, segundo o departamento de meteorologia.

As Filipinas são atingidas anualmente por cerca de 20 tempestades tropicais, muitas das quais se acabam por revelar mortais.

No início deste mês, o potente tufão Hagupit fez 18 mortos depois de ter fustigado províncias do centro do arquipélago com ventos de 210 quilómetros por hora.

Um ano antes, o super tufão Haiyan — o mais forte de sempre a tocar terra — deixou um rasto de 7.350 mortos e/ou desaparecidos na mesma região.