O ator Edward Herrmann faleceu esta quarta-feira aos 71 anos no hospital Memorial Sloan Kettering, em Nova Iorque. Mais conhecido pelo papel desempenhado na série televisiva “Gilmore Girls”, onde fazia de patriarca da família, não resistiu a um tumor cerebral. No enredo que se prolongou entre 2000 e 2007, Herrmann deu vida à personagem de Richard, o pai de Lorelai Gilmore (interpretada pela atriz Lauren Graham).

A carreira fez-se nos palcos da Broadway e no grande e pequeno ecrã. Participou em filmes como “O lobo de Wall Street” e “Reds“, e marcou presença em diferentes séries televisivas, desde “The Good Wife” a “Anatomia de Grey” e “Foi assim que aconteceu”. Do currículo constam ainda um Tony Award, em 1976, e um Emmy que chegou mais de duas décadas depois com a performance na série “The Practice” — foi também nomeado duas vezes para um Emmy ao vestir a pele do presidente norte-americano Franklin D. Roosevelt em telefilmes.

O manager do ator disse, num comunicado, que “além de ser um talentoso ator, [Herrmann] era também um verdadeiro cavalheiro e um erudito, um homem extremamente gentil e decente. Ele fará muita falta”. Para trás deixa uma carreira com cerca de 40 anos, a mulher, Star, e três filhos.