A passagem do ano de 2014 para 2015 foi quase segura. Menos acidentes que no primeiro dia da operação do ano passado, mas houve uma vítima a lamentar.

A GNR registou na quarta-feira 176 acidentes, menos 26 do que em 2013, no decurso da operação “Ano Novo” que termina dia 04, mas ao contrário do ano passado houve uma morte.

Estes acidentes provocaram um ferido grave (dois em 2013) e 40 feridos considerados ligeiros, contra 42 no ano passado, disse hoje à agência Lusa fonte do Comando Geral da Guarda Nacional Republicana.

A operação “Ano Novo” termina no domingo e envolve mais de 6.500 militares da GNR no reforço do patrulhamento e a fiscalização rodoviária nas estradas do país desde as 00:00 de quarta-feira.