Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O frio na costa Leste dos Estados Unidos, que tem levado várias cidades a baterem recordes de temperaturas negativas, vai continuar na próxima semana. A vaga de frio polar, que tem atingido de forma dura estados como Georgia, Maine e Massachussets, já fez 23 mortos na última semana, tendo a maioria falecido no estado do Tennessee.

Três pessoas terão morrido num incêndio devido à dificuldade de os bombeiros acederem ao local por causa da neve. Muitas pessoas morreram de hipotermia e em acidentes de carro, motivados pelo gelo na estrada. Ainda no Tennessee, segundo a CNN, uma pessoa morreu por não conseguir deslocar-se ao centro de diálise, devido às estradas estarem bloqueadas.

O frio e as suas consequências ameaçam mais de 125 milhões de americanos que vivem nos estados mais afetados. Para além de muitas estradas estarem bloqueadas, muitas habitações ficaram sem acesso a energia, as escolas estão fechadas e é difícil chegar ao local de trabalho. Condições que se agravaram na quinta e sexta-feira, mas que vão continuar este fim de semana e durante a próxima semana.

Segundo National Weather Service, serviço meteorológico do Governo norte-americano, gelo, neve e chuvas frias vão continuar a fazer sentir-se desde o Missouri, até ao estado do Alabama e Georgia. As temperaturas têm atingido os -20ºC em muitos estados e os investigadores já chamam a esta vaga de frio o “expresso da Sibéria”, já que calculam que os ventos vêm da Rússiam, passando pelo círculo do Ártico.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR