Um incêndio na mina de ouro de Kusasalethu, perto de Joanesburgo na África do Sul, deixou este domingo quase 500 pessoas aprisionadas debaixo de terra. Várias equipas de salvamento foram chegando durante o dia ao local e a empresa que detém a mina, a Harmony Gold – a terceira maior produtora de ouro a nível mundial – veio já dizer que todos os mineiros foram resgatados com sucesso.

O incêndio aconteceu durante a manhã e ocorreu a 2.300 metros de profundidade, no nível 75 da mina de Kusasalethu. A causa possível para este incêndio terá sido a manutenção de um ar condicionado, segundo adiantou a Harmony Gold. A agência Bloomberg anunciou que a informação mais recente aponta para o salvamento dos 486 mineiros que nessa altura estavam a trabalhar. Durante a tarde ainda havia informação que quase uma centena de pessoas estariam presas noutros níveis da estrutura.

Esta é a maior mina da Harmony Gold e no mês de outubro do ano passado esteve fechada durante duas semanas depois de terem sido descobertos mais de 100 imigrantes ilegais a trabalhar naquele local. As autoridades sul-africanas obrigaram ainda a empresa a implementar novas medidas de segurança nesta mina. Já em fevereiro deste ano, uma derrocada noutra mina detida pela Harmony fez nove mortos, o maior desastre na história da empresa.