Uma equipa de investigadores da CIA tentou, durante um ano, quebrar a segurança de aparelhos da Apple como iPhones e iPads e introduzir vigilância secreta nas aplicações destes produtos, revelou o site The Intercept, uma publicação online editada por Glenn Greenwald, Laura Poitras e Jeremy Scahill, o grupo de jornalistas que denunciou o escândalo da NSA.

Um dos esquemas engendrados passou pela criação de uma versão falsa do desenvolvimento de software da Apple, o Xcode, utilizado para criar aplicações para o sistema operativo iOS. Esta versão permitiria introduzir formas de vigilância nas aplicações da empresa.

Depois do escândalo das revelações de Snowden sobre a vigilância feita pela NSA, a Apple anunciou que aumentaria os esforços para proteger a privacidade dos seus utilizadores. Este mês, Tim Cook, CEO da Apple, deixou um aviso a Barack Obama, dizendo-lhe que “sacrificar o direito à privacidade pode ter consequências desastrosas”.