Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Há rumores de que Jeremy Clarkson pode voltar à BBC no mês de maio. Segundo o The Telegraph, o apresentador de “Top Gear” atualmente suspenso recebeu um convite para participar no programa “Have I Got News For You”. Aposta-se mesmo que o assunto que Clarkson vai abordar são as eleições no Reino Unido, este ano. Apesar das notícias, a BBC continua a ponderar o futuro do apresentador.

O canal de televisão não presta declarações sobre a suspensão, mas Danny Cohen, diretor do mesmo, diz que “nenhuma estrela é maior que a corporação”.

A BBC perdeu quatro milhões de espectadores por não ter transmitido o programa “Top Gear” no último domingo, fruto da suspensão de um dos apresentadores do programa, Jeremy Clarkson, que se terá envolvido numa querela com um dos produtores do programa. Apenas 1,3 milhões de pessoas sintonizaram a BBC2 para ver um documento sobre as acrobacias da Força Aérea Real, bem menos do que os 5,1 milhões que viam, religiosamente, os bólides de “Top Gear”.

Enquanto Jeremy Clarkson se preparava para dar a sua versão dos acontecimentos que levaram à sua suspensão e à retirada dos três episódios de “Top Gear” que faltaram nesta temporada, a BBC2 conseguiu atrair apenas 1,3 milhões de espectadores para o documentário “Red Arrows: Inside the Bubble”. Um documentário que já tinha sido transmitido mas cuja reposição foi decidida à última hora, depois da suspensão de Jeremy Clarkson e de “Top Gear”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Top Gear” atraía, normalmente, quase 20% de share nas audiências de domingo à noite no Reino Unido, o programa mais visto da BBC2. Mas foram pouco mais de 5% das pessoas com televisão ligada no domingo à noite não se importaram de ver as acrobacias dos jatos da Força Áerea e não as viagens de carro bem humoradas de Jeremy Clarkson.

Continua a ser uma incógnita o que vai acontecer com o programa “Top Gear” e com Jeremy Clarkson, que terá gritado impropérios e dado um soco a Oisin Tymon, um produtor da BBC, num hotel. Segundo o The Guardian, Clarkson terá telefonado a Danny Cohen, diretor de programas da BBC, a pedir desculpa, mas o responsável disse que suspender Clarkson e o programa era a única opção. Entretanto, num artigo de opinião do The Sun, Jeremy Clarkson deixou nas entrelinhas que poderá estar de saída da BBC.

Mas a vontade dos telespetadores é que o apresentador regresse. Pelo menos é o que sugere a petição com centenas de milhares de assinaturas que pedem à BBC que Clarkson volte a casa.