Levar uma dieta adiante pode ser uma tarefa complicada para muita gente, mas os cientistas parecem ter dado um passo à frente. Um grupo de investigadores da Escola de Medicina de Harvard e da Universidade de Edimburgo identificou as células cerebrais responsáveis por criar a sensação de fome e de insatisfação. O circuito onde participam essas células chama-se “receptor regulado de melanocortina 4” (MC4R), que também determina o comportamento sexual, o metabolismo e, nos homens, a função erétil.

Nos ratos utilizados na experiência, a quantidade de comida ingerida diminuiu quando esse circuito foi modificado, de acordo com o Huffington Post. Desligar o circuito MC4R aumentou a quantidade de alimentos ingeridos pelos ratos, o que se justifica pela maior sensação de fome. Ao ativar essas células, a vontade de comer parece ter diminuído, explica o Telegraph.

Estes resultados permitiram aos autores do estudo concluir que “a ativação artificial deste circuito cerebral é desejável e pode reduzir os níveis de alimentos ingeridos”, o que é útil para controlar melhor as dietas e criar medicamentos viáveis para perder peso.

O segredo das dietas

A busca pela fórmula milagrosa capaz de fazer emagrecer sem grandes esforços ou sacrifícios é antiga e já inspirou muitos estudos científicos. Mas não é apenas uma questão estética: o excesso de peso atinge quase 40% da população mundial, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. E encontrar químicos que controlem esse problema pode tornar-se uma questão de vida ou de morte para grande parte das pessoas.

Um estudo publicado há um ano na Nature Communication indica que os cientistas ingleses descobriram uma molécula capaz de reduzir a sensação de insatisfação depois de comer. A fórmula química dessa molécula foi conhecida quando os cientistas se aperceberam que o acetato existente na fibra existente nos cereais e no pão ajuda a atenuar a fome.

Segundo a Tech Times, essa molécula viaja até ao hipotálamo – uma estrutura existente no encéfalo – e potencia reações químicas que motivam o organismo a parar de comer. Pelo menos, isto aconteceu nos ratos que participaram na experiência.

Por que é tão difícil?

Mas por que é tão difícil manter uma dieta quando decide fazer uma? A International Business Times escreve que a resposta está, mais uma vez, no cérebro: nós não estamos programados para fazer dieta. E tudo porque as células AGRP, responsáveis pela fome, são muito persistentes.

Isto é algo que faz parte no histórico evolucionário humano, como descobriram os cientistas do Instituto Médico Howard Hughes. “Suspeitamos que estes neurónios estão a impor-nos que não nos deixemos levar pelas necessidades psicológicas”, indica Scott Sternson. Ao Time, ele acrescenta que essas células agem principalmente quando perdemos até 10% da massa corporal.

Uma pequena ajuda

Há formas de silenciar a barriga e aquela voz dentro da cabeça que lhe manda ir comer o bolo mais próximo. E essa forma é mesmo comer. Só que deve escolher alimentos com baixos índices calóricos. a Fox News compilou doze deles e o Observador mostra-lhe quais.

Maçãs

FRANCE-ECONOMY-FOOD

Se comer uma maçã meia hora antes de uma refeição, vai sentir menos necessidade de comer o prato principal. Tudo porque a água deste fruto e as fibras que ele tem moderam a fome e dão a sensação de satisfação.

Abacate

Residents Return To Neighborhoods As Wildfires Subside

Meio abacate garante uma tarde inteira sem sentir fome, desde que o coma logo a seguir ao almoço. Num estudo publicado no Nutricional Journal, 24% das mulheres que seguiram esta regra tinha muito menor vontade de comer ao fim de três horas.

Favas, lentilhas e grão de bico

2013 Gruene Woche Agricultural Trade Fair

São alimentos muito ricos em proteínas e têm níveis elevados de fibras, vitamina B, antioxidantes e ferro. Um estudo publicado por um jornal dedicado à obesidade provou que 31% das pessoas que incluíram esses alimentos nas refeições principais tinham uma sensação de fome menor.

Sopa

Humana Healthy Holiday Cooking Challenge

Um clássico, mas é verdade. Uma taça de sopa antes do prato principal ajuda mesmo a controlar os níveis de fome e de insatisfação. Isto porque a absorção de calorias diminui em 20%. Quanto maior o volume que a sopa ocupar no estômago, mais eficaz se torna.

Água

Water Price Set To Rise

Outro clássico a que não há forma de escapar: a sensação de sede tem os mesmos sintomas que a sensação de fome. O segredo está em beber um copo de água e esperar dez minutos: o mais provável é que a sensação de fome desapareça.

Pickles

London 2012 - Restaurants And Bars

Alguns alimentos fermentados têm determinados ácidos gordos que aumentam a comunicação entre o estômago e o cérebro. As moléculas desses ácidos estimulam o cérebro a produzir hormonas que melhoram a sinalização do apetite. Além disso, os picles têm bactérias que ajudam a digestão.

Pimenta chili

Further Recall On Products Containg Sudan 1 Dye

O picante desta pimenta acelera o metabolismo e controla a sensação de fome e de apetite quando entra na composição da comida. E isso acontece mesmo que esteja a comer menos, de acordo com o estudo de uma Universidade holandesa.

Chocolate negro

One Million Cadburys Chocolate Bars Recalled Amid Health Fears

Pois é. Comer chocolate negro pode ajudar a reduzir a pressão arterial e a proteger o organismo. Se comer chocolate negro a seguir às refeições, terá a tendência de reduzir o consumo de calorias em 17%, indica um estudo no jornal Nutrition & Diabetes.

Ovos

Egg Prices Rise 40 Percent After Major Salmonella Outbreak

Coma ovos ao acordar e vai sentir-se satisfeito até à hora do almoço, sem necessidade de consumir nada durante a manhã. Um pequeno-almoço de 300 calorias e com até 39 gramas de proteínas vai ajudar o metabolismo a sentir menos necessidade de ingerir mais calorias ao longo do dia.

Nozes

FRANCE-FRUITS-MARKET

Descobriu-se que as nozes podiam ser úteis para diminuir o apetite quando se pediu a um conjunto de mulheres obesas que comessem 43 gramas de nozes (o equivalente a três colheres de manteiga) com creme de cereais de trigo e um copo de sumo de laranja. Com esta refeição, elas sentiram-me mais satisfeitas durante doze horas, um espaço de tempo que não foi alcançado por aquelas que comiam este pequeno-almoço sem as nozes.

Farinha de aveia

Agriculture Dominates Debate Over EU Funding

Parece um prato mais denso, mas é exatamente por isso que entra nesta lista. Num conjunto de pessoas, metade comeu papas de aveia com 250 calorias a outra metade e cereais com leite. Os primeiros sentiram-se mais satisfeitos durante mais tempo e o apetite também diminuiu. Tudo porque a farinha de aveia tens níveis elevados de fibras e proteínas e detém propriedades para hidratação.

Soro de leite

Milk Suppliers Threaten Strike Action

Este é um dos ingredientes que entra na receita dos produtos laticínios e é também dos compostos proteicos que mais preenche o estômago. Diminui o consumo de comida em 18% nas duas horas seguintes.