Baltimore está virada do avesso. Pilhagens, confrontos entre locais e policiais e carros incendiados obrigaram o governador do estado de Maryland a declarar o estado de emergência. Os motins tiveram lugar depois do funeral de Freddie Gray, um negro de 25 anos que perdeu a vida quando estava sob custódia da polícia. E foi no seguimento de todo este inferno, que volta a colocar o racismo na ordem do dia nos Estados Unidos, que um jovem de 26 anos brilhou, conta a Time.

Devin Allen sonhava ser um fotografo profissional. Era só isso. Nos últimos dois anos fotografou modelos e tentou também a sorte na rua, provavelmente com fotografias artísticas, inspirando-se em Gordon Park e Andy Warhol. Os tumultos em Baltimore, onde reside, levaram Allen para o estrelato. É que ele desatou a fotografar tudo o que se passava nas ruas e não foi preciso muito para que uma fotografia sua chegasse à capa da revista Time.

E tudo graças ao seu Instagram, que conta já com mais de 36 mil seguidores. É curiosa a apetência de Allen pelas fotografias a preto e branco. Na descrição da conta, fala na “beleza do realismo e do pragmatismo”. As suas fotografias foram partilhadas milhares de vezes no Instagram e Twitter, inclusivamente por Rihanna, a famosa cantora pop.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Quando a tirei, pensei que era uma boa fotografia, por isso transferi-a para o telefone. Por essa altura, a polícia já estava à minha volta. Eu estava no centro daquilo”, contou Devin Allen à Time. “Para mim, que sou de Baltimore, nem sei o que dizer por estar na capa da Time. Estou sem palavras. É incrível. Mudou a minha vida, inspira-me a ir mais longe. Dá-me esperança e dá esperança a muita gente à minha volta. Depois da minha filha, que é o meu orgulho e alegria, isto é a melhor coisa que me aconteceu.”