A trilogia “As Mil e Uma Noites” de Miguel Gomes venceu este domingo o prémio do Festival de Cinema de Sidney. De acordo com o The Sydney Morning Herald, o filme do realizador português foi considerado “ambicioso, indignado e vanguardista”.

O filme “As Mil e Uma Noites” tem uma duração total de mais de seis horas e está dividido em três partes: “O Desolado”, “O Inquieto” e “O Encantado”.

Liz Watts, presidente do júri, considerou-o “um filme de ambição e visão política que confronta, frustra e fascina – e que, por fim, relembra-nos que o cinema continua a ser um veículo poderoso para examinar a condição humana”.

O elenco de “As Mil e Uma Noites” conta com a participação de atores amadores e profissionais, como Crista Alfaiate, Luíza Cruz, Adriano Luz, Gonçalo Waddington, Joana de Verona, Carloto Cotta e Rogério Samora. Miguel Gomes inspirou-se em histórias de vida e misturou-lhes as fantasias dos contos populares árabes de “As Mil e Uma Noites”, narrados pela rainha persa Sherazade.

Os três volumes tiveram antestreia mundial em Cannes, em maio, e vão estrear nos cinemas portugueses a partir de outubro. Apesar de longo, o filme terá antestreia nacional no Festival de Curtas de Vila do Conde, em julho.