Judite Sousa foi encontrada inconsciente em casa no passado sábado e transportada pelo INEM para o hospital de São José, em Lisboa. De acordo com o jornal i, a jornalista esteve internada numa unidade de emergência do hospital, sem correr perigo de vida. Mas já está em casa a repousar. “Estou em casa. Bem. A fazer a minha vida normal”, disse ao DN esta manhã.

A jornalista, de 55 anos, garantiu também ao Correio da Manhã tratar-se de uma “intoxicação alimentar”, segundo o CM, negando os rumores de que a causa do internamento terá sido “excesso de medicação”, hipótese sugerida pelo mesmo jornal. Judite Sousa terá sido socorrida em casa pela equipa da viatura médica do Hospital de São José, em Lisboa.

A também diretora adjunta de informação da TVI esteve a ser “altamente vigiada devido ao seu estado de saúde”, de acordo com o jornal i.

O episódio aconteceu no sábado e no dia anterior, sexta-feira, a TVI transmitiu uma reportagem sobre o acesso ao ensino superior em que apareciam imagens de arquivo em que se via o filho numa aula. A jornalista estava de férias. André morreu a 29 de junho de 2014, na sequência de um acidente numa piscina.

Já antes a jornalista se mostrara incomodada. indignada mesmo, pela forma como alguns órgãos de informação estavam a recordar a passagem de um ano sobre a morte do seu filho. Isso tinha-a levado a fazer um apelo no Facebook, uma vez que não conseguira demover os responsáveis desses jornais a “parar as notícias e as imagens que fazem a exploração da morte do meu filho”.

Screen Shot 2015-07-22 at 08.55.07

Esta mensagem foi colocada online sábado passado, poucos minutos antes das 13h00. Nesse dia o que se passara com a reportagem da TVI era tema de capa do Correio da Manhã.

Screen Shot 2015-07-22 at 09.18.27