O ministro das Finanças grego, Euclides Tsakalotos, pediu oficialmente ajuda ao Fundo Monetário Internacional (FMI), em mais um passo nas negociações para um novo resgate da Grécia, numa carta divulgada.

Cumprindo a exigência feita a 13 de julho pelos outros Estados da Zona Euro, numa cimeira realizada sob grande tensão, Tsakalotos escreveu, numa missiva enviada a Christine Lagarde, presidente do FMI: “Queremos informá-la de que precisamos de um novo empréstimo”.

O executivo grego, liderado pelo partido de esquerda Syriza, queria, inicialmente, dispensar um novo programa de ajuda do FMI, por considerar que a instituição é demasiado rígida quanto à imposição de medidas de austeridade.