Um cidadão espanhol foi encontrado morto num hotel em Pattaya, uma zona turística do sudeste da Tailândia, sem que a polícia tenha descoberto as causas do falecimento, informaram à Efe fontes policiais.

O tenente da polícia de Chorpaka Prueksachart disse à agência espanhola que os agentes se deslocaram ao hotel na noite de segunda-feira, onde encontraram o cadáver do espanhol G.G., de 53 anos.

As autoridades tailandesas contactaram a Embaixada de Espanha em Banguecoque e transportaram o cadáver para o Instituto de Medicina Forense da capital para autópsia.

Segundo o jornal Bangkok Post, a ex-namorada de G.G. encontrou o cadáver na casa de banho do quarto onde o homem estava hospedado, envolto numa poça de sangue, provocada por um ferimento na cabeça.

A ex-namorada do espanhol, de nacionalidade tailandesa, explicou que os dois viveram juntos durante 11 anos e tiveram uma filha, atualmente com sete anos, mas que deixaram de conviver devido a alegados problemas de álcool do falecido.

No entanto, mantinham contacto por telefone e, depois de G.G. ter deixado de atender as suas chamadas, a mulher decidiu deslocar-se ao hotel.