Pode ainda estar muito calor para começar a pensar em neve, mas, quando se planeiam as férias, a antecipação permite poupar. Por isso, o Observador foi à procura dos sete destinos mais económicos ao nível de hotéis, voos e alimentação na última semana de 2015.

Estimámos a despesa entre 27 de dezembro de 2015 e 1 de janeiro de 2016 em 53 destinos internacionais, de Lima, no Peru, a Pequim, na China.

Pesquisámos os voos de ida e volta mais baratos para a cidade servida pelo aeroporto de cada país com mais tráfego internacional ou para a capital, usando o motor de pesquisa Skyscanner. Calculámos a média do custo da estadia em cinco hotéis de quatro estrelas na mesma cidade. A pesquisa usou o comparador Trivago, filtrando pelos hotéis com classificação mais alta e, sempre que possível, a cinco quilómetros do centro da cidade.

Para a despesa em restaurantes, usámos como referência o índice Big Mac, um estudo da revista The Economist que colige os preços mundiais dos hambúrgueres da McDonald’s. Na soma, assumimos uma despesa por refeição equivalente a cinco vezes o preço local de um Big Mac (15 euros em Portugal, por exemplo). Não recomendamos que os turistas portugueses comam unicamente hambúrgueres; os Big Mac são apenas uma referência.

Os cálculos foram efetuados no dia 17 de agosto, mas os preços e as taxas de câmbio podem mudar rapidamente. Por isso, se quiser garantir um destino económico, faça já a sua reserva.

1. Varsóvia, Polónia

Castelo de Ujazdów, em Varsóvia. Fotografia: Bartosz Morąg.

A capital polaca distingue-se por oferecer hoje os segundos hotéis mais baratos na última semana do ano, só batida pelas propostas em Ho Chi Minh, no Vietname. Uma noite no Radisson Blu Sobieski, a um quilómetro do centro, custa 40 euros, por exemplo. Combinado com voos e alimentação baratos, Varsóvia é um destino a ponderar para a próxima época natalícia. Espere temperaturas durante o dia em torno dos zero graus Celsius.

2. Moscovo, Rússia

A Catedral de São Basílio, em Moscovo. Fotografia: Sergey Rodovnichenko.

Se pondera visitar a Rússia, prepare-se com mais agasalhos. A temperatura máxima na Praça Vermelha, em Moscovo, não deverá ser superior a -5 graus Celsius durante a última semana de dezembro. Os voos não são baratos (cerca de 250 euros a partir de Lisboa na Lufthansa), mas os preços das refeições são metade dos praticados em Lisboa.

3. Taline, Estónia

O Mercado de Natal em Taline, Estónia.

A Estónia não se destaca por ser um destino particularmente económico na alimentação, transportes ou estadia. No entanto, Taline fica abaixo da média nestas três áreas, o que a coloca na terceira posição dos destinos mais baratos para dezembro. Na capital também não deverá sentir temperaturas positivas durante a semana pós-natalícia e, por isso, poderá aproveitar a época de neve para praticar esqui ou snowboard.

4. Madrid, Espanha

A Praça Maior é um dos pontos turísticos de Madrid. Fotografia: Sebastian Dubiel.

A proximidade do país vizinho deixa os voos para Madrid na primeira posição dos mais baratos. A partir de Lisboa ou do Porto, custam menos de 80 euros pela Air Europa, EasyJet ou Ryanair. Dificilmente verá neve a cair, porque a temperatura não deverá descer abaixo do zero durante o dia.

5. Atenas, Grécia

A Acrópole é o ponto alto da visita a Atenas. Fotografia: Ggia.

Se procura um destino menos frio, vá para Atenas. Tradicionalmente, a capital grega regista temperaturas entre 8 e 13 graus durante a última semana do ano. Se é avesso a destinos com muitos turistas, Atenas pode ser uma boa ideia, já que a crise da nação está a afastá-los do Pártenon.

6. Kiev, Ucrânia

Mosteiro de Kiev-Petchersk, em Kiev. Fotografia: Mariusz Kluzniak.

Entre os 53 destinos analisados pelo Observador, Kiev é onde a alimentação é mais barata. Um Big Mac custa 34 grívnias, o equivalente a 1,36 euros. No entanto, “a actual situação de crise política nas regiões a Leste e Sul da Ucrânia que envolvem confrontos públicos entre manifestantes e forças armadas governamentais desaconselham quaisquer deslocações não essenciais a estas regiões da Ucrânia”, avisa a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

7. Frankfurt, Alemanha

Frankfurt espelhada no rio Meno. Fotografia: Mylius.

Em dezembro, os voos para Frankfurt são baratos. A partir do Porto, uma viagem de idade e volta pode custar menos de 90 euros. Quando chegar ao centro financeiro da Europa continental, conte com temperaturas entre zero e três graus positivos durante a última semana do ano.