Pedro Passos Coelho vai ceder o lugar a Paulo Portas no debate televisivo contra Jerónimo de Sousa. Num comunicado enviado esta tarde, a coligação diz que o líder do CDS irá debater com Catarina Martins, do BE, e que será o representante da coligação no frente-a-frente com Jerónimo de Sousa, uma vez que o PCP recusava debater com o CDS, mas sim e apenas com um “representante da coligação”. Neste comunicado, as duas forças dizem que não vão participar no debate conjunto de diz 22 de setembro e acusam os comunistas e os socialistas de boicotarem debates com todos os líderes de partidos com assento parlamentar.

No final, Passos Coelho participará nos frente-a-frente com António Costa e Paulo Portas debaterá com a esquerda à esquerda do PS. Antes do período de campanha, no entanto, o líder do PSD terá outro debate com Catarina Martins, do BE, que não se opôs à realização de debates televisivos com todos os líderes.

As negociações em torno dos debates tem tido lugar nos últimos meses com os partidos a discutirem se Paulo Portas deve ou não fazer parte de debates a dois, tendo em conta que o CDS vai concorrer em coligação com o PSD – o mesmo que acontece com Os Verdes em coligação com o PCP. Perante as dificuldades nas conversas entre os diferentes líderes, a coligação decidiu lançar esta sexta-feira uma decisão final e no comunicado dizem que não vão estar no debate conjunto e lançam as culpas ao PCP e ao PS:

“Na sequência do convite das televisões para um debate dia 22, já em período de campanha, com a participação de PS, PSD, PCP, CDS e BE mantivemos a nossa posição de abertura à participação de todos os partidos com assento parlamentar no mesmo que desejassem estar presentes. Assim, e face à recusa irredutível do PS e do PCP a que o CDS venha a participar em tal debate consideramos que não estão respeitadas as regras básicas de pluralismo para que estejamos presentes em qualquer modelo deste debate que não respeite a participação de todos os que tendo assento parlamentar desejem estar presentes”, lê-se no comunicado.

No mesmo texto, PSD e CDS dizem que defenderam a inclusão nos debates d’Os Verdes.

Definidas já estão as datas do confronto televisivo e radiofónico de Passos Coelho contra António Costa. O primeiro será organizado e transmitido em simultâneo pelas três televisões no dia 9 de setembro e o segundo, organizado pelas rádios no mesmo modelo, será no dia 17 do mesmo mês.