O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta sexta-feira que a Turquia vai ter eleições legislativas a 01 de novembro, depois do fracasso das conversações para formar um governo de coligação. “Se deus quiser, a Turquia vai voltar a votar em novas eleições legislativas a 01 de novembro”, disse Erdogan aos jornalistas. O presidente disse que se vai reunir com o presidente do parlamento na segunda-feira para as disposições necessárias.

Na terça-feira, o primeiro-ministro indigitado, Ahmet Davutoglu, devolveu formalmente ao presidente o mandato para negociar a formação de um governo de coligação com a oposição, na sequência das eleições de 07 de junho.

Nesse escrutínio, o Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP), liderado por Erdogan e no poder desde 2002, perdeu pela primeira vez a maioria absoluta.

Davutoglu negociou a formação de um governo com o Partido Republicano do Povo (CHP), o segundo mais votado, e com o Partido do Movimento Nacionalista, o terceiro, mas não conseguiu chegar a acordo com nenhum deles.