O que é uma desvantagem também é um benefício. A oferta hoteleira em Paredes de Coura é escassa mas a alternativa – o campismo – é do melhor que pode haver. A praia fluvial do Taboão e as hortas transformadas em parques de caravanas, tendas e bungalows. Nestes dias de calor existe um sentido único: as margens do rio Coura.

É aqui que milhares de jovens estendem a toalha para fazer de tudo um pouco. Há gente a ler, a jogar às cartas, a tocar guitarra, a enganar a fome com almoços tardios, ou simplesmente a dormir o que faltou das noites passadas. Há tantos barcos no rio como toalhas em terra. Em Coura é tudo ao molho e a malta gosta.

E como Paredes de Coura não é festival sem chuva, ao quarto dia pingou. As margens ficaram quase desertas, mas são estas as imagens que ficam dos dias soalheiros.