Mais de um milhão de espetadores seguiram na quinta-feira a entrevista do líder do CDS-PP, Paulo Portas, na TVI, segundo os dados enviados à Lusa pela estação televisiva.

A entrevista de Paulo Portas ao jornalista José Alberto Carvalho teve uma plateia superior a um milhão de espetadores, adiantou a TVI, o que se traduz numa quota de mercado (share) de 24,76%.

Após a entrevista, a emissão na TVI24, no programa a 21ª Hora, em que um painel de jornalistas inquiriu o vice-primeiro ministro, foi seguido por cerca de 40 mil espetadores, a que corresponde uma quota de mercado de 1,09%.

Na entrevista à TVI, Paulo Portas defendeu que a Europa tem de tomar posições “com muita clareza” relativamente à questão dos refugiados, considerando que Angela Merkel foi quem mais se aproximou de honrar os valores humanistas.

O líder do CDS-PP falou ainda do processo de venda do Novo Banco, criticando a atuação da CMVM e do Banco de Portugal por terem estado com “espírito de capelinha, cada um a defender apenas o seu perímetro” e defendendo que relativamente aos “lesados do BES” deviam “estar sentados à mesa a analisar caso a caso e a separar o trigo do joio”.