Vamos ser honestos: já todos nos interrogámos como será o futuro. Até mesmo aqueles que levam muito a sério a filosofia do Carpe Diem (ou, na versão dos mais jovens, talvez o YOLO). Onde vamos trabalhar? Quantos filhos vamos ter? Será que Portugal vai ganhar o próximo campeonato do mundo?

Screen Shot 2015-09-25 at 17.36.22

Ciente das dúvidas existenciais dos internautas, a Google criou uma nova versão beta e gritou ao mundo: “Nós conseguimos prever o futuro!”. Basta que entre em “Google Fortunetelling” e… terá uma surpresa.

O Observador aconselha-o a experimentar aqui. Mas se não estiver convencido, continue a ler este artigo.

….

Acontece que esta não é uma ferramenta de busca normal da Google. Basta colocar apenas uma letra na caixa de texto e o computador faz o trabalho por si: aparece uma questão intrigante que pode dar calafrios aos curiosos. “Onde posso encontrar um lugar seguro?”. E por baixo, uma série de sugestões deste tipo. Têm todas algo em comum: atormentam todos os dias a mente de quem vive num país em plena guerra.

Screen Shot 2015-09-25 at 17.35.22

A Google não adivinha o futuro, mas garante que estes são hoje em dia os pensamentos dos 60 milhões de refugiados. “Usámos um site Google falso para captar a sua atenção porque aparentemente estava interessado no seu próprio futuro. Por favor, tire um momento para pensar no deles”, apela o motor de busca. Ao lado, duas mão seguram numa bola de cristal e contabilizam os refugiados recém-chegados desde que entrou no site.

Screen Shot 2015-09-25 at 17.35.32

O objetivo é chamar a atenção para o assunto, esclarece logo de seguida a Google. “Precisamos de soluções estruturais a nível político para este problema em crescimento na Europa. Por favor, sinta-se livre para doar tempo, dinheiro ou amor e espalhe a palavra”, algo que pode ser feito partilhando a ferramenta no Facebook ou Twitter.

A Google sugere ainda que esteja atento a iniciativas locais ou a instituições que estejam a aceitar ajuda monetária para enfrenta a crise de refugiados. E se as imagens valerem mais que mil palavras, a Google dá-lhe a opção de ver fotografias e vídeos dos imigrantes vindos do Médio Oriente.

Screen Shot 2015-09-25 at 17.37.54