Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O recém-eleito deputado do Partido das Pessoas, Animais e Natureza, vai sentar-se na terceira fila do Parlamento e ao centro, ou no lado dos socialistas ou no dos sociais-democratas, confirmou esta quarta-feira aos jornalistas o deputado Duarte Pacheco no final da conferência de líderes parlamentares que se reuniu para preparar a nova legislatura da Assembleia da República.

De acordo com Duarte Pacheco, o deputado eleito pelo PAN, André Lourenço e Silva, terá “mostrado interesse” em ficar ao centro na geometria parlamentar, pelo que ficou decidido na reunião de bancadas que se sentaria naquela zona, entre o PS e o PSD. Mas na terceira fila e não na primeira como tinha manifestado publicamente.

É uma questão de priorização hierárquica, já que os dois deputados do Partido Ecologista Os Verdes se sentam na segunda fila e constituem um grupo parlamentar. O deputado do PAN, por ser só um e não constituir por isso um grupo parlamentar, não poderia ficar, nessa lógica, à frente ou equiparado aos restantes grupos. Assim sendo, André Lourenço e Silva ficará na terceira fila, ao centro, devendo agora decidir se se senta num dos lugares do lado do PS ou num dos lugares do lado do PSD.

A conferência de líderes, que esteve reunida esta quarta-feira para preparar o início da próxima legislatura decidiu ainda apontar a próxima quinta-feira, dia 22, como data indicativa para o início dos trabalhos, partindo do princípio de que os resultados eleitorais são publicados em Diário da República na próxima segunda-feira. A Constituição diz que o Parlamento tem de tomar posse três dias depois da publicação dos resultados.

Os últimos resultados eleitorais, relativos aos votos dos emigrantes, vão ser conhecidos hoje. Mas caso a eleição dos quatro deputados dos círculos da Europa e Fira da Europa origine alguma impugnação ou pedido de recurso e isso atrase a publicação oficial dos resultados, então os líderes parlamentares decidiram que será convocada nova conferência de líderes para o dia seguinte de forma a agendar a data definitiva para o início da legislatura.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR