A Sonae Sierra quer promover o empreendedorismo e lançou um concurso de ideias de negócio para a área de retalho. Entre 1 de novembro e 31 de dezembro, quem quiser concorrer ao Rising Store, deve fazê-lo no site da iniciativa. Os cinco vencedores terão oportunidade de testar as suas ideias gratuitamente num dos 13 centros comerciais aderentes, como o Colombo, LoureShopping ou GaiaShopping, durante seis meses. 

A iniciativa conta com o apoio da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), da agência Young & Rubicam, do Instituto de Negociação e Vendas e do produtor executivo do Shark Tank, entre outros representantes que integram o júri do concurso. Os vencedores só serão anunciados em fevereiro de 2016. 

“Além de darmos oportunidade aos empreendedores portugueses de desenvolverem e testarem o seu negócio num ambiente real e com todo o nosso conhecimento e experiência como suporte, queremos também atrair para os nossos centros comerciais as marcas e conceitos mais inovadores e promissoras, completando e dinamizando assim o nosso ‘mix’ comercial”, explicou ao Observador Manuela Calhau, diretora de marketing e inovação da Sonae Sierra. 

O Rising Store surgiu no âmbito da política de responsabilidade corporativa da empresa e Manuela Calhau explica que a Sonae Sierra está “totalmente empenhada em ajudar a concretizar projetos que acrescentem valor aos centros comerciais” que gere. Em caso de empate de vencedores, é dada preferência a empreendedores licenciados há menos de três anos e com idade inferior a 35 anos ou em situação de desemprego. 

As ideias vão ser escolhidas tendo em conta o caráter inovador e originalidade da ideia, a sua relevância estratégica para integrar a oferta comercial dos centros da Sonae Sierra, o seu potencial de negócio e qualidade da apresentação. As candidaturas podem incluir projetos em qualquer área, da saúde à moda ou à alimentação. 

Existe imenso dinamismo e ideias de negócio com muito potencial em Portugal. A área das startups tecnológicas é talvez a mais mediática, mas também no retalho encontramos todos os dias ideias promissoras. Acontece, porém, que muitas não passam disso mesmo: de ideias. E para que possam evoluir para iniciativas concretas e crescerem de forma sustentável, algumas precisam de apoio técnico e económico. É isso que nos propomos fazer”, acrescenta Manuela Calhau. 

A quem quiser concorrer, Manuela Calhau dá um conselho: “é fundamental as questões seguintes sejam respondidas de forma clara”. E que questões são essas? São três: “Porque é que os clientes dos nossos centros comerciais vão comprar o produto ou serviço proposto? Porque é que a experiência de compra vai ser positiva ao ponto de contribuir para a repetição da visita e da compra? Porque é que a proposta de negócio é rentável e como vai poder evoluir a médio prazo?”

“O retalho é uma área incrivelmente dinâmica e sabemos que existem áreas que podem ser ainda mais e melhor exploradas por nós”, adianta. 

A Sonae Sierra é proprietária de 46 centros comerciais com um valor de mercado superior a 6 mil milhões de euros, e está presente em 4 continentes e 17 países. Em 2014, registou mais de 440 milhões de visitas nos centros comerciais que gere.