O negócio entre Benfica e NOS promete aquecer os ânimos do futebol português e abrir uma guerra à volta dos direitos de transmissão dos três grandes. Com este acordo o clube da luz pode vir a receber 40o milhões de euros nos próximos 10 anos, ou seja, 40 milhões de euros por época.

Os principais rivais dos encarnados, confrontados com esta situação, já começaram a mover as peças do tabuleiro para não ficarem atrás.  Como conta o Jornal de Notícias (JN), na sua edição impressa desta sexta-feira, FC Porto e Sporting estão neste momento a negociar novos contratos e já fizeram saber que exigem valores muito superiores aos atualmente acordados.

Em relação ao FC Porto, os dragões estão em conversações com a MEO e a NOS e as negociações, para o clube, têm um único valor aceitável e que passou a ser referência no mercado nacional: os 400 milhões em dez anos, ou 40 milhões por época. A acontecer os azuis e brancos passam a receber o dobro do que ganham atualmente com a Oliverdesportos através de um contrato assinado em 2011 e com duração até 2017/2018.

O Sporting, diz o JN, também anda em negociações para celebrar um novo contrato de transmissões televisivas com as três operadores nacionais, contando aqui com a Vodafone. Mas o clube de Alvalade já recebeu duas propostas do estrangeiro: da Eurosport e da Fox.  E as conversações têm andado à volta de valores bem acima dos 25 milhões, sendo que os leões recebem 15 milhões por época num acordo que termina também em 2017/2018. No entanto o clube liderado por Bruno de Carvalho quer chegar a montantes próximos dos praticados no negócio entre Benfica e NOS.