Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Entre quinta e sexta-feira chegaram a um campo de treino, perto de Mosul no Iraque, centenas de tropas turcas. As autoridades iraquianas já pediram ao país que tirassem os soldados do terreno, mas a Turquia veio dizer que as tropas vão servir para treinar as forças do Iraque no combate contra o Estado Islâmico.

O Presidente do Iraque, Fouad Massoum, disse este sábado que a chegada destas tropas turcas é uma violação do “direito internacional”. No entanto, o ministro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, afirmou que a chegada destas tropas àquela região é apenas uma rotação das forças que estão a treinar os iraquianos que vão combater o Estado Islâmico.

O primeiro-ministro turco avançou ainda que o campo perto de Mosul foi montado já há um ano e em coordenação com o Ministério da Defesa do país. Agora, as autoridades iraquianas querem que a Turquia tire as suas tropas do país. Os Estados Unidos souberam desta movimentação, mas Washington garante que estas forças não fazem parte da coligação internacional que tem feito bombardeamentos a redutos e alvos estratégicos do autoproclamado Estado Islâmico, na Síria e no Iraque.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR