Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A expressão “ter o coração no lugar da boca” é conhecida dos portugueses. Usamo-la quando alguém não consegue segurar as palavras e as deixa sair em catadupa. Às vezes não passa de sinceridade, outras vezes transformam-se em lâminas para quem as ouve. Ou para quem as profere, porque “somos donos do que calamos e escravos do que falamos”. Mas desta vez alguém foi mais longe: a expressão transformou-se em ilustrações críticas à sociedade de hoje.

O Observador recolheu 25 imagens capazes de nos por a pensar em que sociedade vivemos. E em qual queremos participar. Estes ilustradores falam-nos de uma dependência das redes sociais, do modo como interagimos com o próximo, do comportamento que temos connosco mesmos. E colocam-nos uma interrogação: será que a existência humana atual se resume mesmo só a isto? Veja as imagens na fotogaleria.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR