O visionário de “Nicolau no País das Maravilhas”

Um ano após o 25 de abril, com a televisão como palco maior à espera de ser explorado, Nicolau chega-se à frente com um programa de sketches, de música ao vivo e com espaço para revelar novos valores. O maior dos nomes que por ali passou, lado a lado com Breyner, foi Herman José, que seria o Senhor Feliz para o Senhor Contente do dono do programa. Uma dupla que não fez só história: conquistou espaço privilegiado até no imaginário de quem não viu o programa.

https://www.youtube.com/watch?v=Ub2wYA9lLCE

O verdadeiro chefe em “Eu Show Nico” (1980)

Chefe porque fazia tudo. Representava e cantava, era o comandante de todas as operações. O programa tinha o nome que tinha porque Breyner sabia o que queria, para onde ia e como o haveria de fazer.

Horácio, o mordomo, em “Gente Fina é Outra Coisa” (1982)

Cavalheiro como a melhor das classes manda mas com o olhar de quem sabe tudo, de quem faz coscuvilhice com categoria – a de quem não é descoberto nunca. Mordomo sim, personagem secundária nunca. Entre Amélia Rey Colaço e Ivone Silva, com a brilhantina certa no cabelo e a pose de quem conseguia tudo – até porque era assim mesmo fora da ficção.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

João Godunha, o motorista-boxer de “Vila Faia” (1982)

Matou um homem no ringue e fugiu para África para não ser castigado pela tragédia que cometeu e não queria. Ao voltar – tinha de voltar – consegue um emprego enquanto motorista na empresa Marques Vila, a mesma que aparece no centro da trama que gerou a novela. É por Mariette que Godunha se apaixona, uma prostituta interpretada por Margarida Carpinteiro. Até hoje, João é o brutamontes sensível, o tipo do cabedal que era capaz de cair redondo no chão com o peso da emoção. E o tipo de um dos melhores bigodes pós-revolução da TV.

https://www.youtube.com/watch?v=D0aEgBSPMbA

Cajó, em “Os Homens da Segurança” (1988)

Cajó, claro, porque Nicolau era Carlos Jorge, o responsável da segurança de um hotel em Tróia. Fazia o trabalho na companhia de Tózé Brito, que interpretava o outro durão, Filipe Sarmento. A tarefa de ambos era a mesma mas cada um apresentava uma atitude diferente. Cajó era imparável, de blusãod e cabedal, boné e charuto. Um verdadeiro patrão das praias, um assusta-rufias como é raro ver.

O apresentador de “Jogo de Cartas” (1989)

Para cima, para baixo e etecetera. Sejamos verdadeiros: não estávamos de olhos postos naquele concurso só porque não havia outra coisa para ver. Estávamos ali porque Nicolau Breyner era uma espécie de croupier que mandava no jogo todo. Os concorrentes estavam ali para ganhar, claro que sim, mas também o faziam para terem cartas dadas por Nicolau. Quem nunca lá esteve sempre quis jogar, até hoje.

Jogo Cartas Programa RTP

O Nicolau na CEE em “Euronico” (1990)

Outra vez Nicolau a tomar conta de tudo, como tinha feito uma década antes. O princípio era semelhante ao de Eu Show Nico mas aqui, já depois da entrada de Portugal na então Comunidade Europeia, Breyner passava pelos diferentes países membros para fazer humor entre geografias. Porque era artista de variedades, Nicolau cantava, sempre cantou. Neste vídeo com Adelaide Ferreira

O Nicolau Lopes de “Nico d’Obra” (1993-1995)

Quatro anos, foi o tempo que Nico d’Obra ocupou na televisão. Era programa de horário nobre, daqueles que colocava a família toda no sofá. Contava a história de dois casais. Nico era casado com Alice (Ana Zanatti), Nando (Fernando Mendes) era o marido de Lila (Rosa do Canto). Era taxista, bem humorado às vezes, zangado com a vida na grande maioria dos tempos. Em todas as situações, um Nico que resolvia os problemas e que era apaixonado, tudo lhe ficava bem.

O homem da balança em “Com Peso e Medida” (1994)

Um programa que ainda é do tempo em que se preenchiam “os cupões que saíam na imprensa” para conseguir aparecer na televisão. Era um talk show mas também era um concurso. Tinha convidados de peso, fosse o da balança ou o da personalidade, mas também tinha música, a da banda residente (um clássico) ou a dos convidados.

https://www.youtube.com/watch?v=H8kfJ0bx76E