De acordo com o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia (UE), as vendas a retalho na zona euro aumentaram, em março, 2,1% face ao mesmo mês de 2015, mas recuaram 0,5% na comparação com fevereiro (menos 5,2% em Portugal).

Já no conjunto dos 28 Estados-membros da UE, as vendas a retalho aumentaram 2,5% na comparação homóloga e diminuíram 0,7% na variação em cadeia.

De fevereiro para março, as quebras mais importantes nas vendas a retalho foram registadas em Portugal (-5,2%), na Dinamarca (-3,9%) e na Estónia (-1,8%), enquanto as principais subidas se observaram na Finlândia (1,1%), na Eslováquia (0,9%) e na Bulgária (0,8%).

Em termos homólogos, as maiores subidas no indicador tiveram lugar na Roménia (18,4%), no Luxemburgo (14,8%), na Bulgária (6,2%) e na Irlanda (6,1%), enquanto as quebras mais significativas se registaram na Dinamarca (-4,9%) e na Bélgica (-2,2%).