A Reserva Federal (Fed), o banco central dos Estados Unidos, anunciou esta quarta-feira que decidiu deixar as taxas de juro inalteradas entre 0,25% e 0,50%. Numa altura de turbulência dos mercados financeiros, o banco central norte-americano preferiu não arriscar e manteve os juros em valores mínimos, pela quarta sessão consecutiva.

No comunicado divulgado após dois dias de reunião, a instituição liderada por Janet Yellen revelou que a maioria dos membros do comité de política monetária continua a considerar que ainda pode haver duas subidas das taxas de juro até ao fim do ano.

Ainda assim, frisou que apesar de o desemprego ter caído, o ritmo de melhorias no mercado de trabalho abrandou, recomendando cautela na política monetária.

O banco central norte-americano também reviu em baixa para 2% as previsões de crescimento para 2016 e 2017.