Dark Mode 171kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

A disputa política já chegou ao Pokémon GO

Dois candidatos norte-americanos ao senado em São Francisco concordaram em realizar um combate no Pokémon GO. É um dos últimos episódios insólitos relacionados com a nova febre criada pela Nintendo.

i

Drew Angerer/Getty Images

Drew Angerer/Getty Images

A epidemia do Pokémon GO continua a alastrar-se. Desta vez, dois candidatos norte-americanos ao senado em São Francisco aceitaram realizar um combate no novo jogo da saga Pokémon para dispositivos móveis. O caso foi protagonizado por Jane Kim e Scott Winer, no Twitter.

Kim e Winer já se tinham desafiado politicamente, mas ambos recusaram o desafio um do outro. Mas esta terça-feira, Jane Kim decidiu dar um último passo: “OK, Scott Weiner, um último desafio. Acabou. Talvez este tenha uma resposta positiva. Aceitas um [combate no] Pokémon GO?”, escreveu a candidata na rede social.

Uma hora depois, Weiner respondeu: “Finalmente um desafio a sério, Jane Kim. Bora lá!”.

Embora não seja certo se o combate se vai mesmo realizar, já há quem sugira um local para a disputa no Twitter: o Museu de Arte Asiática de São Francisco, o ginásio de Pokémon mais próximo do City Hall.

O Pokémon GO é o mais recente jogo da saga japonesa Pokémon, disponível gratuitamente para dispositivos móveis Android e iOS. O jogo recorre à realidade aumentada para incluir elementos virtuais no mundo real. Os jogadores têm de sair de casa e dirigir-se a sítios como bibliotecas, parques e outros locais públicos para capturarem novas criaturas e recolherem elementos necessários ao jogo.

Este insólito, avançado pela ABC News, é apenas mais um entre tantos outros que têm sido reportados nos últimos dias. O jogo, lançado há cerca de uma semana, tem conquistado cada vez mais fãs ao ponto de, alegadamente, ser já maior do que a aplicação de encontros Tinder e ter quase tantos utilizadores ativos em aparelhos Android quanto a rede social Twitter.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.