Uma mala explodiu esta quarta-feira perto de um gabinete de migração e de um centro de acolhimento para refugiados na cidade alemã de Zirndorf, perto de Nuremberga. A mala encontrava-se cheia de aerossóis e terá provocado uma forte explosão, de acordo com os relatos. A polícia confirmou que o incidente aconteceu na sequência de uma detonação.

O alerta foi dado por volta das 14h15, depois de o objeto ter sido abandonado perto do centro de refugiados, referiu a polícia num comunicado. Testemunhas no local identificaram dois indivíduos como potenciais donos da mala — um homem de cerca de 30 anos e de uma mulher com cerca de 25. Segundo as testemunhas, ele vestia uma camisola azul claro, tinha cabelo preto e aspeto “mediterrânico”. Ela tinha uma camisola preta com estrelas brancas e vermelhas e o cabelo, preto, apanhado.

A polícia avançou ainda que está a ser realizada uma busca nas redondezas com o objetivo de identificar os dois suspeitos. As autoridades confirmaram ainda que a explosão não provocou feridos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O incidente desta quarta-feira acontece poucos dias depois de um refugiado sírio, de 27 anos, se ter feito explodir em frente a um restaurante em Ansbach, numa zona onde se ia realizar um festival de música. 15 pessoas ficaram feridas, quatro delas em estado grave. O atacante foi a única vítima mortal.

Este é o quinto ataque a ser registado na Alemanha nas últimas duas semanas. Ansbach fica a cerca de 35 quilómetros de Zirndorf.