Depois do debate de domingo à noite que opôs Hillary Clinton a Donald Trump, quem parece ter levado a melhor foi a candidata democrata.

A primeira sondagem, divulgada esta segunda-feira, após o segundo debate eleitoral dá a vitória a Clinton, que mantém os 46% de preferência ao passo de que Trump desceu dos 41% (na última sondagem) para os 35%. Uma das razões apontadas para este resultado é a divulgação, na sexta-feira, de um vídeo controverso, de 2005, no qual o candidato republicano se gaba de fazer o que quer com as mulheres, até de as apalpar.

Donald Trump acabou por pedir desculpa ao eleitorado norte-americano mas, no debate de domingo, jogou todas as cartas e acusou Bill Clinton de assédio sexual contra várias mulheres.

A sondagem incluiu também com os candidatos Gary Johnson, do Partido Libertário, (9%) e Jill Stein, do Partido Verde (2%). Quando se coloca apenas Clinton e Trump na equação, a margem aumenta para os 14% — Hillary lidera com 52% enquanto Trump recebe 38% de preferência.

A sondagem foi feita pelo Wall Street Journal, a pedido da NBC News, entre os dias 8 e 9 de outubro, e tem uma margem de erro de 4.4%.