Organizações não-governamentais (ONG) e deputados britânicos pediram ao ministro francês do Interior segurança e acompanhamento dos migrantes, incluindo crianças, durante a destruição do campo de refugiados de Calais, conhecido como a “Selva”.

O pedido foi feito a Bernard Cazeneuve por carta, com data de sexta-feira.

A destruição da “Selva”, que acolhe entre 6.400 e 8.100 migrantes, inicia-se na segunda-feira e dura uma semana.

Os signatários da carta, incluindo 15 associações de caridade e 60 deputados, manifestam “sérias preocupações” sobre “a segurança e o bem-estar dos menores não acompanhados e dos adultos vulneráveis”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os subscritores solicitam que “todos os menores não acompanhados” sejam acolhidos antes do desmantelamento do campo e reclamam assistência médica, carros de incêndio e extintores, assim como a presença de observadores independentes, para salvaguardar a defesa dos direitos humanos.

A missiva refere que “todas as pessoas elegíveis à reunificação familiar, no Reino Unido”, devem ser “identificadas e acompanhadas nas suas diligências”, acrescentando que o Governo britânico acelerou os procedimentos para o acolhimento de menores.