A candidata democrata Hillary Clinton está 12 pontos percentuais à frente do seu adversário republicano Donald Trump, segundo uma sondagem divulgada este domingo, que mostra a consolidação da sua liderança a duas semanas das presidenciais norte-americanas.

A antiga secretária de Estado, de 68 anos, obteve 50% das intenções de voto, contra 38% para o empresário, 70 anos, indica a sondagem ABC News/Washington Post. Trata-se do mais alto nível de apoio para Clinton entre todas as sondagens realizadas pela ABC News desde o início da campanha e do pior resultado de Trump.

Segundo o site RealClearPolitics, a média das sondagens nacionais mostra um avanço de perto de seis pontos para Clinton (47,7% contra 41,9%). O último inquérito de opinião da ABC News/Washington Post indica também que 69% dos inquiridos desaprovam a resposta de Donald Trump às mulheres que o acusam de agressão sexual.

No sábado, o candidato republicano acusou-as de mentirem e prometeu processá-las após as eleições. No total, 11 mulheres acusaram Trump publicamente, a última das quais no sábado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A sondagem mostra igualmente uma vantagem clara de Clinton junto do eleitorado feminino, com 55% das mulheres a dizerem que a apoiam contra 35% para Trump. E pela primeira vez a antiga secretária de Estado também está à frente do empresário entre os homens (44% contra 41%).

Perto de 60% dos inquiridos rejeitam também as afirmações do candidato republicano sobre a manipulação das eleições e 65% criticam Trump por ter dito que poderá não aceitar o resultado das presidenciais se perder.

Os números mantiveram-se para os dois outros candidatos, Gary Johnson, do Partido Libertário, que continua com 5% das intenções de voto e a ecologista Jill Stein, que permanece com 2%. A sondagem ABC News foi realizada junto de 1.391 adultos, 874 dos quais deverão votar, entre 20 a 22 de outubro. A margem de erro é de mais ou menos 3,5 pontos.