Um tribunal de recurso egípcio anulou esta terça-feira a condenação à pena de morte do antigo Presidente islamita Mohamed Morsi e ordenou um novo julgamento num tribunal criminal, indicou à agência France Presse uma fonte judicial. Morsi foi condenado à pena de morte em junho de 2015 num processo por violências contra polícias durante a revolta de 2011.

O tribunal de recurso anulou igualmente as condenações de cinco dos coacusados de Morsi, entre os quais o antigo guia supremo da Irmandade Muçulmana Mohamed Badie.