A terapia assistida com animais não é uma novidade. Na maioria das vezes são os cães que estão responsáveis por ajudar as pessoas a ultrapassar certos traumas ou a evitar que entrem em pânico com uma viagem de avião. Mas porque não inovar? No Aeroporto Internacional de São Francisco, a porca bebé Lilou, de dois anos, juntou-se à brigada de cães e é o mais recente elemento da equipa, conta o Quartz.

De tutu azul e colar de pérolas. Foi assim que LiLou, de dois anos, se apresentou no primeiro dia trabalho no Aeroporto, a 5 de dezembro, para integrar a Brigada Wags – uma patrulha de cães que trabalham no Aeroporto de São Francisco – e já faz as delicias dos clientes daquele aeroporto. É o primeiro animal (com exceção dos cães) a ingressar uma patrulha deste género.

Lilou deu ainda o ar da sua graça num vídeo publicado na conta oficial do Aeroporto Internacional de São Francisco:

A ideia de utilizar animais para acalmar passageiros parece não ter chegado ainda a Portugal, mas está presente na maioria dos principais aeroportos norte-americanos.