Desde os primórdios do chamado rock’n’roll que o sucesso alcançado pelos seus maiores nomes se mediu, em boa parte, pelos automóveis que conduzem ou em que se fazem transportar. Com boa parte deles, nomeadamente os de origem britânica, a escolherem, sem surpresa, modelos da Rolls-Royce.

Perante isto, a prestigiada marca de Goodwood decidiu, em 2013, lançar uma série especial do Wraith destinada a celebrar esta ligação e denominada “Inspired by Music” (também houve a “Inspired by Films”, dedicada à Sétima Arte, e a “Inspired by Fashion”, dedicada à moda). O seu maior atributo, o sistema de som Bespoke Audio, anunciado como o mais exaustivamente desenvolvido de toda a história do automóvel, complementado por diversos pormenores evocativos deste atributo, nomeadamente as aplicações em cobre (ou em cor de cobre) espalhadas um pouco por todo o veículo – metal por norma utilizado nos melhores sistemas de som do mercado e, como é óbvio, presente no Bespoke Audio.

Agora, a Rolls-Royce decidiu ir mais longe e anunciou a materialização da sugestão formulada pelo célebre fotógrafo Alistair Morrison, inspirada nas suas fotografias dos mais importantes nomes da cena musical britânica, quando teve o primeiro contacto com o projecto “Inspired by Music”. Para o efeito, convidou alguns nomes emblemáticos do rock britânico para personalizarem nove unidades do seu coupé, baseadas nessa série especial “Inspired by Music”, mas dando origem a automóveis realmente únicos, que reflectirão a personalidade e a herança musical dos seus patronos, e constituirão uma colecção ainda mais exclusiva, de seu nome “Inspired by British Music”.

Destes, oito serão vendidos a coleccionadores da marca, através da sua rede de concessionários europeia, ficando o último a produzir reservado para um leilão a realizar em Abril de 2017 e cuja receita irá, na integra, para a Teenage Cancer Trust. Esta organização de beneficência, dedicada ao combate ao cancro e ao apoio aos jovens afectados pela doença, receberá ainda parte do valor de venda de cada um dos outros exemplares, não tendo a Rolls-Royce revelado nem o preço de cada unidade, nem que parte será doada à organização.

Chichester, Motor Cars, RRMC, Roger Daltrey, Rolls-Royce, Sussex, goodwood,

O primeiro ícone do rock britânico a ser convidado para este projecto foi Roger Daltrey, prometendo a Rolls-Royce revelar os nomes dos restantes envolvidos nos próximos meses, todos oriundos do panteão da realeza musical britânica. Por sinal, o vocalista dos The Who propôs-se colaborar na personalização não só do primeiro, como também do último dos Wraith Inspired by British Music que serão construídos (aquele que irá a leilão).

No primeiro caso, o veículo terá como inspiração o próprio património musical de Roger Daltrey, contando com diversos elementos iconográficos oriundos da história dos The Who, como o famoso alvo que serve de logótipo da banda, ou uma gravação a laser, nas portas, do movimento de balanço do microfone que o cantor celebrizou nas actuações ao vivo da banda.

Para a personalização do segundo automóvel, Roger Daltrey convidou Mike McInnerney, o criador da capa do quarto e um dos mais marcantes álbuns dos The Who, a ópera-rock Tommy (uma das duas da banda), lançado em 1969. McInnerney irá colaborar de muito perto com os artesãos da Rolls-Royce na criação de um elemento que promete traduzir, de forma extraordinária, a ilustração que serviu de base à capa do duplo LP, e que a marca garante que será, por si só, uma notável peça de coleccionador.