Spotify

Spotify oferece emprego a Obama como “Presidente de Playlists”

Onde Barack Obama vai trabalhar depois de sair da Casa Branca ainda é desconhecido. No entanto, o presidente do Spotify já se chegou à frente e ofereceu-lhe uma vaga de emprego.

A oferta de emprego surgiu depois de Obama ter revelado, num encontro com Natalia Brzezinski, durante esta semana na Casa Branca, que continuava à espera de uma vaga para trabalhar com o Spotify

KEVIN DIETSCH / POOL/EPA

Barack Obama está de saída da Casa Branca e o que irá fazer depois disso ainda é desconhecido. No entanto, o Spotify já se chegou à frente e ofereceu-lhe emprego como “Presidente de Playlists”. De acordo com o El País, o anúncio foi feito pelo presidente do serviço de streaming, Daniel EK, que revelou estar à procura de um candidato “com, pelo menos, oito anos de experiência a governar uma nação de respeito, saber programar playlists, ter uma boa relação com artistas e músicos de renome, ter uma atitude amigável e um Prémio Nobel da Paz”.

Daniel EK: “Olá Barack Obama. Eu ouvi dizer que estava interessado em ter um papel no Spotify. Já viu este?”, pode ler-se na publicação.

O Spotify esclarece ainda que as tarefas que o candidato que ocupar este cargo vai realizar são “assegurar a liderança a nível mundial aos editores de playlists e aos funcionários, identificar e desenvolver novas playlists e preparar músicas para diversas ocasiões”. A oferta de emprego surgiu depois de Obama ter revelado, num encontro com Natalia Brzezinski, mulher de Mark Brzezinski, ex-embaixador americano na Suécia, durante esta semana na Casa Branca, que continuava à espera de uma vaga para trabalhar com aquele serviço de streaming.

“É melhor terem cuidado com o que partilham no Facebook. Eu publiquei a minha conversa com o Presidente Obama há dois dias e agora está na revista Billboard. O jornalismo e os media de certeza que mudaram desde as minhas aulas na faculdade. É ótimo ter “mentes brilhantes” mencionado na Billboard e o meu marido está muito entusiasmado por estar numa “boa revista de música”. Estou contente por não estar em apuros… ainda. Parabéns ao Spotify por ter feito um trabalho extraordinário na construção da sua marca na América”, escreveu Natalia Brzezinski no Instagram.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Conflitos

Mediterrâneo

Luis Teixeira

Huntington defendeu, como Braudel, que a realidade de longa duração das civilizações se sobrepõe a outras realidades, incluindo os Estados-nação em que se supôs que a nova ordem mundial iria assentar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)