Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Apresentado no Autosport International de 2016, o Hussarya GT, primeiro superdesportivo produzido pelo pouco conhecido fabricante automóvel polaco Arrinera Racing, prepara-se para entrar em produção, depois de o construtor ter recebido as primeiras encomendas. Duas!

Estamos muito entusiasmados com a recepção das primeiras encomendas para o Hussayra GT”, afirmou já o CEO da Arrinera Racing, Piotr R. Frankowski, considerando ser este “um grande arranque em 2017 “.

Depois de um ano em desenvolvimento e testes sob o comando da lenda escocesa das corridas Anthony Reid, durante o qual se tornou no primeiro superdesportivo polaco a participar na Michelin Supercar Run (evento parte do Festival de Velocidade de Goodwood), as duas primeiras unidades do Arrinera Hussarya GT começarão agora a ser produzidas em Cambridge, Inglaterra, seguindo-se a sua entrega aos futuros proprietários. Dos quais se sabe, apenas, que são oriundos de países da União Europeia.

Note-se que o Arrinera Hussarya GT é um superdesportivo construído segundo as especificações da FIA e, como tal, apto para participar em corridas de GT. Aliás, o construtor polaco anunciou o Hussarya GT deverá estrear-se já este ano na competição, através de uma equipa de fábrica, embora esteja igualmente disponível para equipas privadas que com ele queiram correr.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Criado na versão de competição para os chamados gentleman drivers, o Hussarya GT recorre a um chassi modular em aço reforçado, inspirado, segundo o fabricante, nas estruturas dos aviões Hurricane e Spitfire operados pelos pilotos polacos durante a II Guerra Mundial. Como propulsor, um V8 LS7 a debitar 507 cv, conjugado com caixa sequencial de competição Hewland, de seis velocidades e patilhas no volante.

Na suspensão, o superdesportivo polaco conta com amortecedores Öhlins ajustáveis em quatro modos, travões Alcon com discos de 380 mm e pinças monobloco de seis pontos. Sendo que tanto o ABS de competição, como o controle de tracção, ambos da Bosch, são de série.

Apresentado como uma solução de baixo custo de aquisição e manutenção, o Hussarya GT está disponível por cerca de 216 mil euros, com o obrigatório conjunto de peças sobressalente a custar perto de 65 mil euros.

Recorde-se que o Arrinera Hussarya GT é inspirado no passado desportivo de duas lendas dos primórdios da história da competição automóvel, Eliot Zborowski e o seu filho Louis. Pilotos que, embora tendo nacionalidade britânica e americana, eram aristocratas de origem polaca. Tanto Elliot, como Louis, chegaram a ser pilotos de fábrica da Mercedes, tendo ambos falecido ao volante: Eliot, morrendo numa rampa, em 1903, ao passo que Louis, nos treinos do GP de Itália em 1924.