O Presidente dos EUA está a ponderar um convite ao seu homólogo chinês, Xi Jinping, para uma cimeira, no próximo mês. Os planos ainda não são definitivos, sublinha fonte da Casa Branca à CNN, mas a confirmarem-se este será o primeiro encontro oficial entre os líderes das duas potências.

As datas em cima da mesa são os dias 6 e 7 de abril, uma quinta e uma sexta-feira. O plano é Trump receber Xi Jinping na sua propriedade na Flórida, Mar-a-Lago — o objetivo? Contribuir para arrefecer os ânimos numa altura em que as tensões com a Coreia do Norte estão a agravar-se.

Um responsável da administração Trump confirmou o possível encontro, à CNN, mas a notícia foi avançada, em primeira mão, pelo site Axios.

O Secretário de Estado de Trump, Rex Tillerson, deverá concluir os planos para a visita de Xi Jinping aos EUA nos próximos dias, já que o responsável viaja para Beijing esta semana.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A confirmar-se, será um encontro com implicações geopolíticas e económicas muito importantes. A primeira leitura possível é que, depois de Trump concordar com a “Política de Uma China Única” ao telefone, há alguma expectativa de que a cimeira traga alguma tranquilidade em relação a como o xadrez geopolítico mundial se irá jogar nos próximos anos.

Taiwan. Trump arrefece tensão diplomática com China

O facto de o plano ser receber Xi Jinping na sua propriedade na Flórida indica que o objetivo é transmitir uma imagem de amizade entre os dois líderes, em contraste com o que poderia ser um encontro formal e frio na Casa Branca, em Washington.

EUA vão entrar em guerra com a China, “sem dúvida”, afirmou braço-direito de Trump