Stella McCartney, Michael Kors, Ralph Lauren e Manolo Blahnik. Houve tempos em que era notícia o facto de ninguém querer vestir Melania Trump. Agora, o repertório de designers de renome associados à primeira-dama dos Estados Unidos começa a aumentar e, a julgar pela imprensa internacional, as escolhas certeiras também. Melania está desde o fim de semana passado a acompanhar o marido, Donald Trump, na sua primeira viagem oficial ao estrangeiro enquanto presidente dos EUA e, pelo caminho, já arrecadou uma mão cheia de elogios.

“Com classe e conservadora.” A descrição, com recurso a duplo adjetivo, pertence ao site noticioso Arab News, onde a primeira-dama norte-americana é tida como um exemplo a seguir devido ao look “elegantemente respeitoso” com que saiu do Air Force One à chegada à Arábia Saudita, a primeira paragem da viagem oficial de Trump.

À data, Melania deixou-se fotografar num jumpsuit em preto integral de Stella McCartney, adornado por um cinto dourado a enfatizar a já fina silhueta. Se por um lado foram muitos os jornais que questionaram o facto de Melania não ter coberto a cabeça em sinal de respeito pelos costumes e tradições locais, por outro houve meios que simplesmente se renderam ao estilo da primeira-dama.

https://twitter.com/kwilli1046/status/867391629581221888

Sem lenço na cabeça na Arábia Saudita, mas com véu em Roma. Foi assim que Melania foi recebida pelo Papa Francisco esta quarta-feira. O preto integral foi novamente a escolha, com um véu rendilhado a condizer. A CNN, citando um oficial da Casa Branca, explica que enquanto não era obrigatório que Melania cobrisse a cabeça na Arábia Saudita, é preciso ter em conta o protocolo do Vaticano, que exige que as mulheres usem mangas longas, roupa preta formal e um véu a cobrir a cabeça nas audiências com o Papa.

Já em Israel, a ex-modelo optou por outro visual monocromático, desta vez dando destaque à cor branca. Ao casaco cintado e saia justa do designer Michael Kors, Melania juntou uns stilettos Manolo Blahnik com padrão em zebra. Do armário saiu ainda um vestido com o selo da Saint Laurent com um cinto em cabedal castanho a marcar a cintura e, uma vez mais, sapatos Manolo Blahnik. Num artigo de opinião do The Washington Post lê-se que Melania veste-se de uma forma contida e muito controlada, e que o seu papel enquanto primeira-dama é, nestas circunstâncias, ser vista e não ouvida. Se sim, se não, é óbvio que Melania já cumpriu uma das missões.