A economia moçambicana cresceu 3,8% no ano passado, anunciou o Instituto Nacional de Estatística de Moçambique, prevendo uma expansão económica de 2,9% no primeiro trimestre deste ano face ao período homólogo de 2016.

De acordo com os dados oficiais publicados no site do INE moçambicano, o crescimento da economia moçambicana no ano passado foi revisto em alta, de 3,3%, para 3,8%, mas não são apresentadas explicações para esta revisão.

O crescimento de 3,8% no ano passado é o mais baixo desde o princípio da década, de acordo com os dados do Fundo Monetário Internacional, que regista um crescimento médio de cerca de 7% na última década, e acontece num contexto de crise económica, financeira e orçamental que o país atravessa no seguimento da divulgação de dívidas escondidas que levaram ao corte do financiamento externo pelos doadores internacionais.

Sobre os primeiros três meses deste ano, os técnicos do INE escrevem que “no primeiro trimestre de 2017 a economia moçambicana registou um crescimento de 2,9%, relativamente a igual período de 2016” e mostra uma aceleração de 3,1% face ao trimestre anterior.

“O desempenho da atividade económica no trimestre em análise é atribuído em primeiro lugar ao setor terciário, que cresceu 6,7%, com maior destaque para o ramo do Comércio e serviços de reparação, com um crescimento de cerca de 8,1%”, lê-se no documento.

O setor primário, por seu turno, “teve um desempenho positivo de cerca de 4.5% justificado pela variação positiva de 41.6 apresentada pelo ramo da Indústria de extração mineira”, enquanto o sector secundário registou um decréscimo na ordem de 10%.