Poetas do Brasil, Argentina, México, Chile, Espanha e Portugal vão juntar-se para falar sobre a sua poesia, e ler poemas seus, num encontro promovido pela Casa Fernando Pessoa, nos dias 30 de junho e 1 de julho.

Organizado no âmbito de Lisboa, Capital Ibero-americana da Cultura, a segunda parte do programa de literatura “Fixando Breve o Momento”, dedicado à poesia, contará com duas mesas-redondas (na sexta-feira e no sábado, às 18h30) e uma sessão de leitura com todos os poetas no bar do Teatro Cinearte A Barraca, anunciou a Casa Fernando Pessoa.

Trata-se do segundo de três momentos, o primeiro dos quais decorreu em abril, com a participação de cronistas, e o terceiro, em outubro, novamente com cronistas.

“Propomos que os escritores e leitores pensem connosco sobre o modo como a poesia e a crónica jornalística, na sua natureza, nos bastam — ou nos faltam — para falarmos sobre nós e o mundo”, explica a organização.

Neste segundo encontro, vão ser tema de debate e de leitura poemas “sobre zombies”, “poemas que foram escritos no céu, com nuvens, poemas indígenas, poemas que dizem ao primeiro verso que foram escritos por mulheres, poemas em português do Brasil e de Portugal e em vários castelhanos”.

Serão lidos poemas, escritos em tempos diferentes, alguns dos quais nunca publicados em Portugal, pelos próprios autores, que se apresentam, muitos pela primeira vez, em Portugal.

A mesa-redonda e as leituras de sexta-feira, dia 30, decorrem na Casa Fernando Pessoa, com a participação dos poetas Paula Abramo (México), Andrés Neuman (Argentina), Conceição Evaristo (Brasil), Raúl Zurita (Chile) e com moderação de Jerónimo Pizarro (Colômbia).

No sábado, dia 01 de junho, é a vez de Sandra Santana (Espanha), Luís Felipe Fabre (México), Ricardo Domeneck (Brasil), Vasco Gato (Portugal) e de a moderadora Inês Fonseca Santos (Portugal) tomarem os seus lugares na Casa Fernando Pessoa, para debater e ler as suas poesias.

No mesmo dia, pelas 22h00, haverá sessão de leituras no Bar A Barraca/Cinearte, com a participação de todos os poetas.

Em outubro, a fechar este programa de literatura, de regresso às crónicas, vão marcar presença Graciela Mochkosfky (Argentina), Julio Villanueva Chang (Peru) e Leila Guerriero (Argentina), com moderação de Fernando Alves (Portugal).